Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Mais sobre mim

foto do autor


Envie as suas dúvidas para

Contacto


Arquivo

2012

2011


Links

Outros blogues da autora


Pesquisar

 



Um pouco de história...

Sexta-feira, 28.01.11
O Acordo Ortográfico que está agora a ser implementado não é algo recente. As primeiras tentativas de  aproximação ortográfica das diversas variantes da língua portuguesa, em especial a variante brasileira e a portuguesa, datam dos anos trinta do século XX. Com efeito, o Primeiro Acordo Ortográfico, que partiu da iniciativa da Academia Brasileira das Letras, data de 1931, mas nunca viria a ser ado(p)tado. Seguiram-se outros textos publicados em 1942, 1943, 1945, 1971, 1975... todos sem sucesso, porque Portugal e Brasil nunca se conseguiram entender relativamente a estes diplomas: quando um ado(p)tava um documento, o outro não o aceitava... e assim o Português do Brasil e o Português de Portugal foram-se afastando cada vez mais...
Ora, com o 25 de Abril e a independência das antigas colónias, novos problemas se colocaram à Língua Portuguesa. Em 1986, numa reunião entre representantes dos sete países de língua portuguesa (CPLP: Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal e São Tomé e Príncipe), no Rio de Janeiro,  foram estabelecidas as primeiras bases para um acordo. Contudo, mais uma vez, as normas aí estabelecidas não viriam a ser aplicadas.
Em 1990 surgiu finalmente o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa. Trata-se de um tratado internacional que foi assinado por representantes oficiais dos sete países da CPLP, em 16 de Dezembro de 1990, depois de uma longa negociação entre a Academia de Ciências de Lisboa e a Academia Brasileira de Letras, iniciada em 1980! Este tratado viria a ser assinado em 2004 por Timor-Leste, após a independência deste país.
Mas, pergunta-se talvez o leitor, se o Acordo foi assinado em 1990, porque é que só agora está a começar a ser implementado? Acontece que o documento previa no seu artigo 3º que entrasse em vigor a 1 de Janeiro de 2004, desde que todos os países envolvidos o tivessem ratificado. Como isso não aconteceu (só Portugal, Brasil e Cabo Verde é que o ratificaram) a sua entrada em vigor ficou pendente.
Seguiram-se duas reuniões de onde saíram dois protocolos modificativos: em 1998, para retirar do texto a data de 1 Janeiro de 1994 e em Julho de 2004 onde se estabeleceu que para que o Acordo fosse aplicado, bastaria que três países o ratificassem.
Finalmente em 2008, os chefes de Estado e de Governo da CPLP manifestaram o seu regozijo pela entrada em vigor do Acordo Ortográfico e estabeleceu-se que a partir de 2013 o Acordo passaria a ser obrigatório. O Brasil começou a aplicar o Acordo a 1 de Janeiro de 2009.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por PN às 18:39

4 comentários

De ordem detectives privados a 29.11.2011 às 01:57

nice muito obrigadao. isto é muit agradável! este post é enriquecedor.. conxiderome membro nato do website, abrçs

De Hesley a 14.04.2014 às 20:34

Muito oportuno o post. Mesmo lido depois de tanto tempo, continua atual e esclarecedor.
Pena que esse acordo só serviu para confundir e, ao invés de simplificar o idioma, só criou mais complicadores. Muitos como eu aguardam um acordo que elimine as montanhas de dúvidas que se acumulam para os que buscam utilizar corretamente o idioma. Eliminar dúvidas tais como z, ou s, ç ou s, x ou ch, exceções às regras de acentuação, e outras tantas teria realmente ajudado na alfabetização e reduzido a importância dos professores de português. Simplificar a conjugação de verbos seria um segundo passo.

De João Carlos Reis a 11.03.2016 às 14:07

É isso mesmo... simplificação = empobrecimento...
Biba o aborto...

De custom essay writing service a 31.07.2017 às 10:02

I would like to thank for the efforts you have made in writing this post. I am hoping the same best work from you in the future as well. I wanted to thank you for this websites! Thanks for sharing. Great websites!

Comentar post



Comentários recentes

  • custom essay writing service

    I would like to thank for the efforts you have mad...

  • Queen

    Como é que sabe como é que se pronunciam ou não em...

  • Queen

    Exacto, mas fomos nós que nos abaixamos e dissemos...

  • Queen

    Não foi só você que aprendeu, aliás ficou estranho...

  • Queen

    Não entendo uma coisa.Há dupla grafia nos casos em...



visitas



Links

Outros blogues da autora