Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Mais sobre mim


Envie as suas dúvidas para

Contacto


Arquivo

2012

2011


Links

Outros blogues da autora


Pesquisar

 



Segundo o acordo, como se escreve Egipto?

Segunda-feira, 31.01.11

Segundo a alínea b), do parágrafo 1.º da Base IV do Acordo Ortográfico, o "p" da palavra "Egipto", por ser mudo, deve ser eliminado. Assim, deve escrever-se EGITO.

Esta regra aplica-se a outras palavras em que haja um "p" que não se pronuncia, nas sequências "pc" e "pt":

 

Antes do Acordo Depois do Acordo
Egipto Egito
óptimo ótimo
adopção adoção
baptizar batizar
baptismo batismo
contraceptivo contracetivo
susceptível suscetível
excepção exceção
decepção deceção

 

Contudo, quando o "p" é pronunciado, a grafia mantem-se:

 

  • Adepto
  • Egípcio
  • pcias
  • Opção
  • Rapto
  • Eucalipto

Há também dupla grafia nos casos em que haja um grupo de falantes que pronunciem o "p", em palavras como:

 

  • Ceptro e Cetro
  • Concepção e Conceção
  • Corrupto e Corruto
  • Recepção e Receção

Autoria e outros dados (tags, etc)

por PN às 16:15

13 comentários

De Verdes a 03.05.2011 às 10:05

Os outros não sei, mas eu o "p" em Egipto lê-se bastante bem, os Brasileiros é que podem não dizê-lo mas nós por cá, pelo menos eu, aprendi a dizer Egipto com um p

De Roberto Duarte a 05.07.2011 às 15:44

Sinceramente devia de ter havido um referendo.
Não houve porque os políticos já sabiam que o resultado seria obviamente 95% ou mais de pessoas contra.
Isto só beneficia as editoras que vão ganhar milhões a imprimir novas versões de tudo e mais alguma coisa.

De Gigi a 01.11.2011 às 16:00

Eu também leio o \"p\" do Egipto. Aliás, passar de Egipto para Egito e deixar egípcios, é uma aberração.

De P.Porto a 09.10.2012 às 17:40

Não se passa nada com Egito/egipcio que não se passe em Guimarães/vimaranense. Se o segundo "é bom", porque é que o primeiro "é mau"?
http://www.emportuguezgrande.blogspot.pt/2012/06/o-egito-o-egipcio-e-o-ao90.html

De 44wilson a 31.05.2012 às 15:02

eu gosto muito disto

De wilson carvalho a 31.05.2012 às 15:04

temos muita coisa em comun sera

De José Ribeiro a 06.10.2012 às 22:11

Concordo com tudo o que foi dito neste post, exceto com a última parte, relativa à dupla grafia. De facto, nenhum dos exemplos apresentados tem a ver com dupla grafia, no sentido restrito, isto é, o que se refere à norma do português europeu (ou luso-africano) que nos rege e, como tal, devemos usar.
É errado, segundo esta norma, escrever “ceptro”, “concepção”, “corruto” e “recepção”, pois também não se pronunciam deste modo em Portugal, sem prejuízo da sua aceitabilidade no universo da língua portuguesa (que inclui o Brasil).

De João a 29.06.2014 às 13:37

No Brasil se fala recepção, então essa grafia deve ser mantida.

De João Paulo Martins a 18.05.2013 às 13:20

Eu sempre falei e escrevi Egipto com "p" como correctamente fui ensinado durante anos. Recuso-me a escrever erradamente e a alterar a forma como falo só porque uns eruditos acordaram nesse sentido.

Acho tudo isto uma idiotice tremenda de quem um dia acordou e como não tinha nada para fazer resolveu "destruir" o nosso idioma só para se colocar a jeito de mais uns milhões que afinal nunca vieram do Brasil nem das ex-colónias e que nos deixou como um "recruta burro" que dá um passo em frente enquanto to o pelotão dá um passo atrás :D Era agarrar nesses responsáveis e chicoteá-los em praça pública por crimes "lesa-pátria" e a seguir enviá-los para o Brasil, já que gostam tanto do idioma que por lá se fala.

Reparem bem se os espanhóis ou os ingleses se preocupam com estas idiotices. Têm questões muito maiores com que se preocupar. Vamos igualmente ralar-nos com o bem-estar do nosso povo e menos com o dos outros... pelo menos enquanto estivermos como estamos.

Viva Portugal!!!

De PT a 16.08.2013 às 13:13

Se com o novo acordo ortográfico...o Egipto...passa a Egito...
Pk é k os Egípcios...n passam a Egícios?

De Paulo Valente a 22.11.2013 às 03:56

Por favor, não se preocupem! Como o acordo ortográfico permite várias variantes (embora de facto nos tentem sempre impor a variante analfabeta) em breve cada um escreverá como entender. Teremos a ortografia algarvia, a ortografia alfacinha, a ortografia morcona (que se rege pela norma ortográfica galega), a ortografia açoriana (apenas se grava a 1a sílaba de cada palavra nesta variante económica), a ortografia madeirense (obtida a partir dos registos dos discursos do grande timoneiro, locatário eterno da Quinta Vigia), a ortografia beirã (obtida a partir dos registos memoráveis do diácono Remédios) e a ortografia alentejaaaaaaaaaaaaaaana (esta evidentemente obrigando a um maior gasto em tinta devido à necessidade de duplicar, triplicar, quadruplicar, a vogal da sílaba tónica).
É provável que nessa altura quem pretenda escrever num português correcto tenha de importar dicionários de Angola e/ou Moçambique.

De Bruno de Jesus a 04.12.2013 às 15:40

E eu que leio o p no Egípto? Como passo a escrever? Egipto ou Egito?

De José Luz a 03.09.2014 às 21:44

O p de Egipto sempre se pronunciou e pronuncia. Mas admito que haja uma minoria de intelectuais que, de caso pensado, o omita, com algum esforço.....

Comentar post



Comentários recentes

  • José Luz

    O p de Egipto sempre se pronunciou e pronuncia. Ma...

  • João

    No Brasil se fala recepção, então essa grafia deve...

  • Hesley

    Muito oportuno o post. Mesmo lido depois de tanto ...

  • Anónimo

    Objetivo, não?

  • tatiane silva

    Vou estudar bastante o novo acordo ortograficokkkk...




visitas



Links

Outros blogues da autora